Redmi 2 Pro vs. Moto G 3 2015: qual intermediário tem o melhor custo-benefício?

O Redmi 2 Pro é o novo smartphone intermediário da Xiaomi, lançado no Brasil, no início de outubro, com bom desempenho e preço competitivo. No entanto, o aparelho tem pela frente rivais de peso, como o Moto G 3, que aposta no Android atualizado, proteção contra água e alta popularidade.

Não sabe qual pode ser a melhor opção para você? O SmartAndroid compara os dois dispositivos e responde qual modelo apresenta melhor custo-benefício.

Redmi-2-vs-Moto G-3ª-Geração-2015
Redmi 2 pro vs Moto G 3ª Geração 2015 – Comparativo

Redmi 2 Pro vs. Moto G 2015: Design

Motorola e Xiaomi apostaram em visuais diferentes quando o assunto é design. O Redmi 2 Pro, por exemplo, deve agradar usuários que preferem aparelhos mais retos, que se encaixem melhor em mãos pequenas. Já o Moto G 2015 é uma opção esteticamente mais atrativa, com linhas curvas e ergonômicas, além de ser um pouco maior.

Na medida, aliás, há uma diferença considerável entre os dois gadgets: o celular chinês tem 9 mm de espessura e pesa 133 g, enquanto o Moto G tem 11,6 mm de largura e 155 g de peso. Com isso, o Redmi 2 Pro pode ser interessante para quem busca um smartphone mais fino.

Redmi 2 Pro vs. Moto G 2015: Tela

Os dois concorrentes têm tela com resolução HD (720 x 1280 pixels), mas de tamanhos diferentes. O Redmi 2 Pro conta com 4,7 polegadas, mesmo tamanho do iPhone 6, e densidade de 312 ppi. Já o Moto G aposta na tela grandona de 5 polegadas com densidade de 294 ppi. Tanto um quanto o outro oferece proteção Gorilla Glass.

Tela-moto-g-2015
Moto G 2015 tem “telona” de 5 polegadas contra 4,7 do Redmi 2 Pro

O tamanho reduzido do aparelho da Xiaomi ajuda a apresentar vantagem na nitidez para leitura de textos, por exemplo. Mas, ainda assim, há quem prefira o tamanho maior do Moto G 3 para a reprodução de filmes e jogos.

Redmi 2 Pro vs. Moto G 2015: Software

O Moto G 3 chegou com Android 5.1.1 (Lolipop), uma das versões mais recentes do sistema, além de confirmar a chegada do Android Marshmallow no futuro. Para completar, o dispositivo da Motorola tem diferenciais como proteção à água, TV digital e Moto Maker, serviço com muitas possibilidades de personalização.

Tela-moto-g-2015-software
Moto G 2015 tem câmera de 13 megapixels e variedade maior de personalização

O Redmi, por sua vez, roda o MIUI 6, sistema baseado no Android 4.4 (KitKat), ficando atrás do concorrente. Há previsão de atualização para a versão Lollipop, mas nada sobre o Android 6.0. Como diferenciais, o aparelho traz apps exclusivos da fabricante e loja de temas para personalizar o telefone.

Redmi 2 Pro vs. Moto G 2015: Câmera

Para quem gosta de tirar fotos, o Moto G 3 promete ser a melhor escolha. O smartphone traz sensor traseiro de 13 megapixels com flash LED duplo, HDR e gravação em Full HD (1080p). Já o Redmi 2 Pro oferece menor resolução, 8 megapixels, com flash e gravação em Full HD.

Sobre a câmera frontal, o Moto G 2015 também leva a melhor. São cinco megapixels contra apenas 2 megapixels do dispositivo da Xiaomi. Além disso, os dois concorrentes são capazes de fazer videochamadas em HD (720p).

Redmi 2 Pro vs. Moto G 2015: Especificações técnicas

Com configurações parecidas, o Moto G 2015 leva vantagem sobre o Redmi 2 Pro. Embora os dois smarts tragam processador quad-core Snapdragon 410, o telefone da Motorola roda a 1,4 GHz, enquanto o 2 Pro funciona a 1,2 GHz. A diferença não é muito grande, mas dá uma  leveza maior para o Moto G 3 no carregamento de jogos e aplicativos.

MOTO-G-3ª-GERAÇÃO-capa-atras
O Moto G 3 tem pequena vantagem de desempenho sobre o Redmi 2 Pro

No restante, as especificações são bem equilibradas. Tanto o G 3 quanto o Redmi oferecem 2 GB de memória RAM e 16 GB de armazenamento interno, expansível em até 32 GB. O celular da Motorola, no entanto, também apresenta versão inferior, com 1 GB de RAM e 8 GB internos, com preço menor.

Quanto às conectividades, a semelhança continua: os dois dispositivos móveis possuem conexão 4G, 3G, Wi-Fi, Bluetooth, Rádio FM e entrada microUSB.

Redmi 2 Pro vs. Moto G 2015: Bateria

redmi-2-pro-21
Redmi 2 Pro possui função de carregamento rápido

O Moto G 3 conta com bateria de 2.470 mAh, enquanto o Redmi 2 Pro traz 2.200 mAh de capacidade de carga. Apesar dos números maiores, é preciso lembrar que o Moto G 2015 tem tela maior e, devido a isso, gasta mais bateria. Além disso, o gadget da Xiaomi traz a vantagem de trazer a função de carregamento rápido, que sobe 30% em meia hora.

Redmi 2 Pro vs. Moto G 2015: Preço e disponibilidade

O Redmi 2 Pro consegue atrair os consumidores pelo preço baixo: são R$ 729 à vista, ou R$ 799 a prazo, contra os R$ 860 iniciais do Moto G. Apesar disso, comprar o gadget da Xiaomi ainda é uma tarefa difícil, afinal é preciso se cadastrar no site da empresa e aguardar até que um evento de vendas comece.

redmi-2-21
Redmi 2 Pro só pode ser comprado em eventos de vendas da Xiaomi

O Moto G 2015, por outro lado, está disponível em lojas online e físicas. Os clientes ainda têm a opção de decidir entre diversas versões, como a de 8 GB, a Colors (com capinhas coloridas) e a Music, que chega acompanhada de fone de ouvido. Sem falar no Moto Maker, ferramenta de criar smartphones de acordo com o gosto do usuário.

Redmi 2 Pro vs. Moto G 2015: Conclusão

O Redmi 2 Pro é, sem dúvidas, um ótimo telefone para quem tem o preço como principal quesito, mas é possível levar o Moto G 3 por um valor pouco maior, com vantagens relevantes, como processador mais potente, câmera superior, proteção à água e TV Digital.

Se a dúvida continuar, vale a pena também conferir concorrentes como o Zenfone 5, LG G2 e o Lumia 640. Todos esses modelos têm configurações potentes e preços bem próximos.

tabela-comparativo-redmi-2-pro-vs-moto-g-3

E aí, qual dispositivo desse comparativo é o seu favorito?

Fonte: Techtudo

Davison Ismael

Davison Ismael

Designer gráfico a mais de 6 anos com foco em Web design na cidade de Brasília/DF, é apaixonado por dispositivos Android e uma boa xícara de café. Está sempre antenado em todas as tendências, novidades e lançamentos do mercado mobile. Adora assistir à vídeos reviews e sempre que possível está envolvido em alguma discussão sobre tecnologia.